sábado, 19 de fevereiro de 2011

O FOGO DA TUA AUSÊNCIA



Nos contornos do teu corpo
há o crepitar de um sol ardente
onde línguas de fogo se consomem,
como o meu eco em ti a completar-se.
Há um desejo lascivo, quase delinquente,
como um imenso lume que graceja
no teu sorriso solar..
Há o secreto sabor da madrugada,
na hora mais intima da noite
quando os teus lábios, secretos e maduros,
são versos inquietos entre o sonho e a fúria.
Haverá sempre em ti a raíz das labaredas a cercar-me
enquanto eu enfrentar a tua ausência!

.
albino santos
@ Reservados todos os Direitos de Autor

http://as-poliedro.blogspot.com/2010/12/o-fogo-da-tua-ausencia.html 

* para escutar o vídeo, p.f. desligar a música do blog

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, boa noite, amiga!

Depois duma prolongada e forçada ausência

aqui estou de novo

a visitar os amigos.

Saudações minhas

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema lindo...adoro a poesia do Albino, escorre sensualidade.

Beijinhos com carinho
Sonhadora