sábado, 26 de dezembro de 2009

No som do olhar...


 Foste o Nirvana,
 no som do  meu olhar,
quando o infinito era um todo,
  desfolhando  a última fronteira,
da  volúpia  e da paixão...

 Vergados,
em  ventanias de desejos,
os gestos dos nossos corpos
con(tornados) de beijos,
 baloiçavam-se nos relâmpagos,
 da luminosa tempestade...


Ah,  tantricas viagens,
em que,
o Nirvana vinha  valsar
 ao som do  teu,
do meu olhar...



Maria Augusta Loureiro

(Margusta )

* Reservados todos os direitos de autor



9 comentários:

Ivo Serentha and Friends disse...

My compliment for your blog and pictures included,I encourage you to photoblog

CLICK PHOTOSPHERA

Even week another photo album

Greetings from Italy and good holidays

Marlow

Mika disse...

" no som do meu olhar"
Este final de poema fez-me parar o ritmo lento da leitura.
...os olhares podem ser compassos, vozes, silêncio, movimento, podem ser tudo e mais ainda...porque são sempre olhares...diferentes.
E depois um dia acontece-nos... "O" olhar...que nos resulta como este seu e nos inspira a pena para o tornar efémero.

Obrigado pelo momento...voltarei a este e aos outros cantos desta sua dimensão.

Abraço

Miguel

Isamar disse...

Mais um poema muito bonito,perpassado de sensualidade como só tu és capaz de fazer.

Tem um Bom Ano Novo e que tudo quando desejas se concretize.

Bem-hajas, amiga linda!

Beijinhos

heramariana disse...

LA MULTI ANI!
SI MULTE POEZII FRUMOASE!
TE IMBRATISEZ!

Graça disse...

Mais um lindo poema, querida Margusta... no som do olhar, valsas de encantamento... ]pena só o pretérito perfeito :)].


Minha querida, espero que tenhas tido um Natal de paz. Deixo-te um beijo imenso de carinho e até já [do outro lado :)]

Ivo Serentha and Friends disse...

Thank you for your visit Travel Blog and have chosen to support it, gladly reciprocate on your reality, dear, sweet poet, and a good photographer

Embrace

Marlow

Rui Figueiredo Vieira disse...

Boa Festas!!! Que o 2010 permita realizar todos os nossos sonhos. Beijinho

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo poema que nos trazes, com emoção e sensibilidade!!!

Feliz ano 2010!

Beijo p ti,

C NARCISO disse...

Acho que o Natal por aqui foi deveras quente e inspirador... bom prenúncio para o Ano Novo.

Continuação de Boas Festas!