quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Libertação...


Amassei a angústia suspensa...
Deixei que,
o olhar vazio,
mergulhasse no verde,
da tarde parada.
Colori de vermelho,
os contornos da  boca,
...papoila em botão!
Respirei a terra molhada.
Cantei com os rouxinóis,
e,
adormeci  borboletas,
na palma da  minha mão...

Maria Augusta Loureiro
"Margusta"

* Reservados todos os direitos de autor

34 comentários:

Sonhadora disse...

Lindissimo poema
Muito belo

Beijinhos
sonhadora

Maria disse...

Depois da libertação vem... o vôo...

Beijo, querida Margusta

Lídia Borges disse...

Lindo! Uma primavera de palavras em flor.
Realço a doçura deste verso:

"E,
adormeci borboletas
na palma da minha mão"

Um beijo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Minha querida amiga! Quanta beleza* Fico sem palavras para lhe dizer o quão estou admirada. Ofereço-lhe esta canção que a sua linda composição me lembrou. O seu post é um verdadeiro cântico de liberdade! Parabéns, Margusta. Muito obrigada. Beijos Renata. Tenha um lindo dia.

Alôha!


POSSO VER CLARAMENTE AGORA

Posso ver claramente agora, a chuva passou
Posso ver todos os obstáculos no caminho
Longe vão as nuvens negras que me cegam
Vai ser um brilhante
Brilhante
Ensolarado dia
Acho que posso fazer isso agora, a dor se foi
Todos os sentimentos ruins desapareceram
Aqui está o arco-íris por que tenho rezado
Vai ser um brilhante
Brilhante
Ensolarado dia
Olhe ao redor, não há nada mais azul
O céu!
Olhe para frente, nada além do céu azul

Vou linká-la para não perdê-la nunca*

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo Poema, que te conduz à liberdade...

Sonha, Amiga !!!


Beijinho,

Isamar disse...

O poema da libertação, da Primavera renascida, da coragem, da determinação.

Bem-hajas, Margusta!

Beijinhos

Secreta disse...

Libertaste a vida com os teus gestos e sentires!

aflores disse...

E assim surgiu a Libertação...com determinação.

Tudo de bom:)

Multiolhares disse...

Quando as borboletas podem adormecer na mão, estão seguras na vida e isso acontece com amor
beijinhos

Graça disse...

Libertação, pelas cores da vida, pela sinceridade da Natureza... nas asas de uma borboleta.

O teu poema é lindo!!


Beijo de carinho imenso, minha amiga

Vieira Calado disse...

Eis uma airosa maneira de descrever a felicidade!

Vá lá... nem tudo são desgraças

neste mundo!

Beijinhosss

Anónimo disse...

Saudacoes nossas Margusta!
É admirável este teu poema!

"E,adormeci borboletas,na palma da minha mao..."

O nosso pensamento está com o povo do Haiti!

Abraco, de Marizéza

margusta disse...

Obrigada Márizeza :):):)

...tento colorir os dias, nesta Primavera precoce....e nada melhor que embalar e adormecer borboletas na palma da mão. A boca essa está sempre florida, no sorriso que se abre, vindo do coração!
No vermelho do meus lábios,
essa papoila em botão...

:)

Beijinhos para todos Vós.

Saudades!!!

Zé Carlos disse...

Que maravilha menina... fiquei encantado com seus blogs.

Bjs do ZC

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá queridíssima amiga!
Fico tão feliz quando você surge. É um raio de sol, iluminando o caminho.
Beijos mil************************
Bom Sábado Margusta!
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

ops Boa Sexta :)))

Everson Russo disse...

Que lindo...eu quero adormecer borboletas....na palma da mão,,tao poetico isso,,,beijos e otimo final de semana.

Dad disse...

Olá Margusta! Que bom saber de ti!

Adorei!

Tenho andado com pouca pachorra para Blogs mas agora gostei mesmo de saber de ti!

Beijinhos grandes e até sempre,

Sofá Amarelo disse...

Só quem consegue adormecer borboletas na palma da mão pode colorir de vermelho os contornos não só da boca, como da Vida...

Muitos beijinhos, Margusta! Bom fim-de-semana!!!

Zé Carlos disse...

Bom dia (aqui) menina querida, obrigado pela sua visita. Um sábado lindo para ti...

Bjs do ZC

Dani disse...

adormeci borboletas!

que figura bonita!!

beijos

Magia da Inês disse...

Olá, amiga!
Você é completa... além de pintora também é poetiza.
Há muita sensibilidade e delicadeza nesse poema... parabéns!
Um ótimo fim de semana!
Beijinhos.
Itabira - Brasil

Ana Isabel disse...

Excelente..poesia e fotografia.

Obrigada pelas palavras gentis.

Um abraço.

Ivo Serentha and Friends disse...

I have always been fascinated by the beautiful poetry, to express concepts so sublime is not possible for anyone.

Good Sunday to you, Maria

Marlow

Filoxera disse...

Lindo!
Esta borboleta faz-me lembrar as da capa do livro que estou a ler: "A Ilha Debaixo do Mar".
Beijos.

Graça disse...

Querida amiga,

o teu beijo de todos os dias.

[o resto segue depois :))]

José Rui Fernandes disse...

Margusta, é um gosto tê-la entre os meus leitores.
Irei visitar os seus blogues que, pelo que "folheei", me parecem de conteúdo artístico e muito interessante!

(Já vi que somos "colheita" do mesmo ano... eu a 29!)

Um abraço,
José Rui

Luis F disse...

Amiga

Lindissimas palavras em belo poema...

No teu mundo viajo e sinto o perfume do teu vôo...

Bjs
Luis

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Este é o comentário da postagem acima, porque não achei a linha dos comentários*

Belíssimo! Poucas palavras e duas imagens que dizem tudo! Muito bem construído. Um verdadeiro banho de Bom Gosto e sensibilidade! Parabéns Margusta amiga querida!
Ofereço-lhe em troca de tanta Beleza, esta reflexão que fiz ontem + Beijos Mil RêRuivinha***********

MEMÓRIA

Quando estiver triste, não cruze os braços. Lembre-se de que o maior homem da face da Terra morreu de braços abertos.

***

"Incontáveis os dias teceram em meus olhos, as janelas e portas que arrasto comigo.
A mémoria é um arame tenso onde as imagens repousam como roupas velhas num varal.
Imersa, em perfeito estado de fotografia, a vida pulsa veloz."

Fernando D'Andrea*

+ Beijosssssssss

Graça disse...

Querida Margusta,

Os medos superam-se...

Espero que estejas bem. Um abraço imenso, num laço de saudade.

Beijo com todo o carinho.

Nilson Barcelli disse...

E como é bom respirar a terra molhada, cantar com os rouxinóis e adormecer borboletas.
Poema muito belo, querida amiga. Gostei imenso.
Bom resto de semana.
Um beijo.

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Margusta







belo.belíssimo

.
_________as palavras "desaparecem"
numa fina névoa


fica
o sublime da emoção_______...






______________///









beijO_____ternO
bFsemana

david santos disse...

Olá, querida amiga, Margusta!
Lindíssimo, grande amiga, lindíssimo!
Só tu, Margusta, só tu!
Só tu libertas espíritos e bons corações.
Um abração e até sempre,
David Santos

BEL disse...

Perdeu-se a angustia venceu a serenidade, lindo

beijos

bel