terça-feira, 19 de junho de 2012

Margusta - In ( Fios de Poesia) VII


1 comentário:

Sonhadora disse...

Minha querida Margusta

Os teus poemas têm vida própria cruzam-se dentro da pele...são um rio a transbordar na espuma dos dedos...Lindo sempre ler-te.

Um beijinho com carinho
Sonhadora